Os principais pedidos de projetos solares na Índia, Ásia, Oriente Médio e nas Américas destacam o vasto potencial a ser explorado por uma das ofertas mais abrangentes do setor industrial.

A indústria de energia solar da ABB se destaca na mudança do mix global de energia.

A ABB continua a se beneficiar de um crescimento acelerado em energia solar – impulsionado por uma mudança no mix global de energia e pela força da oferta abrangente e presença global da empresa.

Em sua formação, a energia solar dependeu em grande parte das metas nacionais de energias renováveis e subsídios para reduzir os custos da curva de experiência e criar ‘paridade da rede elétrica’, onde os preços de energia solar eram competitivos com a geração de energia tradicional. Agora, o mercado amadureceu e nos últimos cinco anos, o preço da energia solar diminuiu mais de 70% – o que o torna cada vez mais competitivo sem subsídios, mesmo com uma expansão de gás de xisto e preços historicamente baixos do petróleo.

Durante este tempo, a capacidade solar global aumentou dez vezes, passando de 15 GW em 2008 para mais de 170 GW no final de 2014. A ABB espera que a capacidade solar global possa dobrar novamente nos próximos anos.

“Hoje, vemos um crescimento sem precedentes em diversos mercados nos quais a ‘energia solar’ não teria sido discutida até um ano atrás”, disse Pekka Tiitinen, Presidente da Divisão Discrete Automation and Motion da ABB. “Isso está acontecendo em países sem subsídios do governo, e está acontecendo em telhas residenciais e comerciais para plantas em grande escala. É óbvio que a energia solar se tornou auto-sustentável e que está gerando uma mudança significativa em nosso mix de energia.”

“A estratégia Next Level da ABB foi projetada para capitalizar esta mudança na energia, com oportunidades de expansão para diversos novos mercados solares que são abertos atualmente e inovação contínua em tecnologias melhores”, disse Tiitinen. Esses novos mercados complementam a forte atuação da ABB em alguns dos maiores mercados solares do mundo, tais como os EUA e a China.

A ABB dobrou o tamanho de seu negócio de inversores solares na Índia, em aproximadamente cinco meses e anunciou em março de 2015, a consolidação de 1 GW de capacidade da base instalada do inversor solar na Índia. Atualmente a ABB é a primeira empresa na Índia a ultrapassar 2 GW de capacidade da base instalada do inversor solar, que é aproximadamente a metade da capacidade total do inversor da nação indiana inteira.

Em Honduras a ABB instalou uma solução de energia e automação integrada para a maior usina solar do país, um local de 100 MW de energia fotovoltaica (PV) próximo a cidade de Nacaome. Esta solução foi entregue como módulos pré-montados e testados em fábrica para reduzir o tempo de instalação e riscos de integração, e inclui um sistema SCADA do Symphony Plus da ABB que monitora e controla a produção da planta e garante uma conexão compatível com a rede elétrica nacional da Honduras. Os módulos de conversão de energia contêm inversores, painéis de energia de média tensão e transformadores – todo o equipamento necessário para converter e alimentar a energia gerada para a rede elétrica.

Porém, nem todas as consolidações solares acontecem em grande escala, e à medida que esse mercado se amadurece, novos modelos de negócios inovadores também vêm alavancando esta expansão. Em Cingapura, a ABB está fornecendo mais de 800 dos seus inversores solares TRIO para equipar apartamentos de habitação pública com energia renovável. Os painéis serão alugados para os proprietários de imóveis sem custos iniciais, e reduzirão as contas de eletricidade, gerando cerca de 2,4 GW / horas de eletricidade limpa – o equivalente ao consumo mensal de energia superior a 6.400 lares.

A redução de custos e novos modelos de negócios inovadores também estão criando uma nova geração de aplicações industriais solares que permitem aos negócios a geração de suas próprias energias elétricas com redução de custos em comparação se eles pagassem diretamente para as companhias elétricas, além disso há uma redução significativa do impacto ambiental. A ABB instalou recentemente inversores solares e um sistema de gerenciamento de planta em um campo mini solar para a empresa Emirates Global Aluminum em Dubai, o principal fabricante de alumínio dos Emirados Árabes Unidos (EAU). O campo que é o primeiro de seu tipo nos EAU, gera energia suficiente para atender a demanda de energia elétrica dos escritórios residenciais da região, e inclusive demandas de ar condicionado necessárias para a região.

Na Costa Rica, os inversores solares TRIO da ABB fazem parte da solução solar que está sendo usada pela primeira vez nas telhas do famoso estádio de futebol ‘Estadio Alejandro Morera Soto’. O sistema atende 100% das demandas de energia do estádio durante operações normais e as condições extremas de demanda de energia de um dia de jogo, gerando cerca de 400,000 kWh anualmente, resultando em uma economia prevista de $148,000 de acordo com preços atuais de energia elétrica.

A oferta abrangente da ABB posiciona a empresa de forma exclusiva a se beneficiar e explorar de forma satisfatória esses potenciais relacionados ao crescimento industrial, cobrindo todos os aspectos da cadeia de valor, desde o desenvolvimento, conversão, coleta, conexão à rede e otimização de instalações solares, sejam elas de pequeno, médio ou grande porte – literalmente energia ‘do sol para a tomada’.

Nas Filipinas, a ABB conseguiu a concessão de um pedido inovador para abastecer uma usina de energia solar de 200 MW com uma solução completa que inclui caixas de derivação elétrica integradas, inversores, transformadores de média tensão, painéis, e um transformador de alta tensão, incluindo todos os equipamentos da subestação. Essas soluções abrangentes de uma empresa com alcance global, permitem que os operadores de usinas solares adotem uma abordagem de sistemas ao invés de comprarem e depois integrarem componentes individuais. Ao mesmo tempo, a ABB pode ajudar a garantir que eles estejam em conformidade com os regulamentos locais de rede elétrica e estejam preparados para os desafios únicos de cada empresa.

Em setembro a ABB anunciou um pedido para fornecer cerca de 5.000 de suas caixas de derivação PVmax para uma nova usina solar de 231 MW na região de Seouchi no Japão – um dos maiores projetos de energia solar do país. As caixas de derivação que coletam a energia de saída de várias derivações de painéis fotovoltaicos para conexão a um inversor, foram especialmente projetadas para as condições rigorosas de uma comunidade costeira japonesa. Elas possuem um revestimento de resina única que pode durar 20 anos sem necessidade de uma nova pintura contra sal marinho corrosivo e seu peso leve acelera o tempo de instalação e reduz o custo de construção.

Em uma entrevista recente para o ABB Review, Michael Liebreich, Presidente do Conselho de Consultoria e fundador da Bloomberg New Energy Finance, líder mundial de informação sobre energia limpa para os investidores, empresas de energia e governos, disse: “ABB tem um potencial extraordinário em engenharia, tanto em produtos como sistemas. Tanto para a próxima geração de inversores como para desafios de integração de rede, a ABB possui uma enorme competência tecnológica na criação de soluções de sucesso”.

A ABB fornece o mais completo portfólio de produtos, sistemas, soluções e serviços em toda a sua cadeia de valor fotovoltaica que permite a geração, transmissão e distribuição de energia solar para aplicações industriais conectadas à rede e microrredes. A oferta da ABB inclui inversores, produtos de baixa tensão, sistemas de monitoramento e controle, conexão à rede, estabilização e produtos de integração, bem como soluções elétricas completas das plantas. A ABB também oferece uma ampla variedade de serviços de suporte e manutenção, incluindo as operações e diagnósticos remotos, ajudando a garantir que as instalações solares proporcionem um desempenho ideal.

fonte: www.abb.com.br