Nós propusemos recentemente uma discussão a respeito de manutenção preventiva e corretiva no setor industrial e os resultados e consequências de cada um desses modelos de trabalho, ou seja, o que valoriza a prevenção ou o que age diretamente para corrigir um problema quando ele acontece. A conclusão foi de que planejar a parada de uma máquina para verificação de suas condições de trabalho pode refletir diretamente em segurança e, especialmente, em lucratividade.

Mas esse tema desperta ainda um outro debate de grande relevância relacionado à manutenção preventiva: por que contratar um empresa para fazer esse serviço. Vamos então apresentar algumas das razões para deixar essa missão nas mãos de quem é especializado no assunto.

 

Foco no serviço

Como o próprio termo diz, essas empresas se especializaram em avaliar e, se necessário, providenciar reparos em equipamentos antes que eles apresentem problemas e tenham que parar por completo. É claro que o melhor a se fazer antes da contratação é verificar o histórico de trabalhos desenvolvidos pela empresa.

Saiba para quem ela já prestou serviços similares e, se possível, saiba qual a avaliação de quem a contratou. Uma empresa de confiança deve contar com profissionais técnicos treinados e qualificados, que tenham capacitação constante e estejam atualizados em relação à evolução dos equipamentos com os quais trabalham.

Especialistas são capazes de configurar os equipamentos e deixá-los aptos ao trabalho reduzindo a possibilidade de erro e, consequentemente, de nova parada inesperada.

 

Experiência adquirida

Quando uma empresa tem como principal foco a manutenção preventiva de equipamentos industriais, seu nível de conhecimento a respeito do maquinário tende a crescer em função dos vários trabalhos desenvolvidos. Isso faz com que seus técnicos consigam detectar problemas em um espaço de tempo menor, tendo como base o resultado de outros serviços prestados.

 

Reposição de peças

Da mesma forma, o conhecimento amplificado dessas empresas terceirizadas faz com que já saibam de quais empresas podem adquirir as melhores peças para reposição, reduzindo assim de forma significativa o tempo de parada da máquina. E isso, como todo empresário sabe, tem relação direta com o retorno do investimento.

Mesmo as indústrias que operam com um pequeno parque de máquinas, mas produzem produtos que reúnem alto valor agregado, não podem correr o risco de ficar com sua produção paralisada por muito tempo. Contar com um parceiro que possa reduzir o tempo inerte e agilizar a retomada da produção é um trunfo favorável.

 

Tecnologia atualizada

Uma empresa especializada em manutenção preventiva usa ferramentas adequadas para cada tipo de equipamento e conta com recursos tecnológicos capazes de auxiliar na tarefa de detectar problemas, muitas vezes coletando dados em tempo real a respeito do funcionamento do equipamento. Isso acelera o diagnóstico dos problemas e pode ajudar também na melhoria da performance da máquina.

 

Otimização da mão de obra

Contar com uma empresa parceira capaz de realizar a manutenção preventiva do equipamento pode significar também a otimização da mão de obra. Dependendo do porte da empresa em questão, deixa de ser eficiente contar com especialistas para cada tipo de manutenção. Essa mão de obra, certamente, ficaria ociosa em boa parte do tempo, gerando um custo que poderia ser revertido diretamente à produção.

 

Manutenção Preventiva

O modelo tem uma programação que leva em consideração o tempo de vida útil das peças, considerando o volume de produção do maquinário. Ela pode ser agendada de forma semanal, mensal ou mesmo anual. Isso precisa ser definido considerando a demanda de produção e a quantidade de equipamentos que podem executar a tarefa.

A proposta é evitar paradas inesperadas que causem prejuízos à produção e, por consequência, à lucratividade da empresa. São tarefas relacionadas a esse tipo de ação as lubrificações periódicas, revisões sistemáticas dos equipamentos, programas de calibração e de aferição de cada instrumento.

 

Segurança aos colaboradores

Agir de forma preventiva na manutenção industrial, mais do que garantir a produção, significa garantir a segurança e o bom rendimento de seus colaboradores, que certamente não serão os mesmos quando são submetidos a operar equipamentos defeituosos.