Linha de CLPs de segurança Melsec WS garante operação segura de máquinas ou sistemas, sem perder produtividade

Com a expansão e evolução das indústrias em nível global, surge a necessidade de estar em conformidade com as normas internacionais de segurança, como a ISO12100. Assim, a segurança nas linhas de produção é tema cada vez mais relevante no universo industrial, alterando-se o conceito de “zero acidente” para “risco zero”, com foco maior na prevenção de acidentes, assim como, na otimização de recursos relacionados à saúde dos operadores.

maior parte das indústrias possui áreas onde o risco de lesões ao colaborador é maior. Por este motivo, a possibilidade de controlar os equipamentos de forma a permitir paradas emergenciais em casos de acesso não autorizado às áreas de risco é uma ferramenta indispensável.

Diante deste cenário, a Mitsubishi Electric desenvolveu o CLP compacto de segurança MELSEC-WS, um controlador lógico programável em conformidade com os padrões internacionais de segurança (ISO13849-1 PLe e IEC61508 SIL3) e compatível com os demais controladores da tradicional família MELSEC.

A principal diferença entre o CLP de segurança e o CLP comum consiste no fato de que, em caso de falhas do sistema elétrico de segurança operacional da máquina, o mesmo é capaz de detectá-las, desligando saídas de segurança à força e evitando assim acidentes por conta dessas falhas.

O MELSEC-WS permite até 144 pontos de entradas/saídas digitais. Além disso, conta com um recurso exclusivo de configuração e monitoramento de sensores de segurança, bornes de conexão removíveis e blocos de função dedicados de segurança, permitindo que um sistema de segurança seja facilmente desenvolvido e mantido. “São diversas as possibilidades de aplicação para o MELSEC-WS, como por exemplo, implementação de segurança em guilhotinas, prensas, fresadoras entre outras”, explica Thiago Turcato, Supervisor de Suporte Técnico da Mitsubishi Electric do Brasil.

Outra vantagem do MELSEC-WS é a atuação no controle de sensores de feixe de luz, que indicam quando uma área de segurança é acessada por uma pessoa, paralisando imediatamente a operação, a fim de evitar acidentes. “As possibilidades de configurações são muitas, permitindo que o responsável pela segurança da planta consiga evitar o máximo de acidentes possível”, afirma o especialista.

Há também a possibilidade de interligar o controle do equipamento com o controle da segurança via rede, o que gera ganho de tempo de desenvolvimento do sistema. “Com o aumento da segurança é possível também aumentar a produtividade, acelerando os processos e diminuindo possíveis acidentes de operadores”, completa.

Sobre a Mitsubishi Electric do Brasil

Atuando no país desde 1975 como subsidiária e desde 2012 como escritório comercial, a Mitsubishi Electric do Brasil é uma companhia sustentável, comprometida com a criação de sociedades mais prósperas, por meio de suas tecnologias e serviços, que englobam produtos de automação industrial, sistemas de ar condicionado, autopeças, elevadores, sistemas visuais, sistemas de transporte, entre outras soluções.

 

Sobre a Mitsubishi Electric

Com mais de 90 anos de experiência fornecendo produtos confiáveis e de alta qualidade, a Mitsubishi Electric Corporation (TOKYO: 6503) é reconhecida como uma líder mundial em manufatura, marketing e vendas de equipamentos elétricos e eletrônicos utilizados em comunicações e processamento de informação, desenvolvimento espacial e comunicações por satélites, eletrônica de consumo, tecnologia industrial, energia, transportes e equipamentos prediais.
Abrangendo o espírito da declaração corporativa, “Changes for the Better”, e sua declaração ambiental, “Eco Changes”, a Mitsubishi Electric se empenha em ser uma companhia Global, com orientação ambiental, enriquecendo a sociedade com tecnologia. A companhia registrou vendas consolidadas de 4,39 trilhões de ienes (US$ 38,8 bilhões*) do grupo, no ano fiscal terminado em 31 de março de 2016.
*Câmbio de 113 ienes por dólar americano pela taxa informada pela Tokyo Foreign Exchange Market em 31 de março de 2016.